[Indicação de Filme] Que pena tu vida / Que pena tu boda


Hoje a dica é para quem curte comédia romântica: o engraçado “Que pena tu vida” e sua continuação, “Que pena tu boda”. Uma ótima chance de conhecer um pouco do cinema chileno mais comercial, bem nos moldes americanos.


Títulos Originais: Que pena tu vida / Que pena tu boda
Diretor: Nicolás López
Elenco: Ariel Levy, Lucy Cominetti, Matías López, Andrea Velasco, José Martínez, Claudia Celedón, Nicolás Martínez, Paz Bascuñán, Ignacia Allamand, Lorenza Izzo (Que pena tu boda apenas)
Duração: 96 min. / min.
Ano: 2010 / 2011
País: Chile
Gênero: Comédia romântica



“Quantos gygabytes pesa uma relação?”

Conectados o tempo todo
Essa pergunta aparece no segundo filme, “Que pena tu boda”, mas se faz presente nos dois filmes da série e também no nosso cotidiano. Em tempos de tanta tecnologia, as pessoas estão conectadas o tempo todo, seja usando redes sociais, seja mandando torpedos. No entanto, a sensação de isolamento e solidão nunca foi tão grande. No fundo, a essência dos seres humanos continua a mesma. Ainda buscamos o amor ideal, nos apaixonamos à primeira vista, fazemos loucuras em nome do amor, quebramos a cara, sofremos, choramos nossas pitangas no ombro do amigo, juramos não fazer mais nada disso... e fazemos tudo de novo.

Apaixonados
Em "Que pena tu vida" temos Javier (Ariel Levy), rapaz de vinte e tantos anos, publicitário que está tentando mudar de ramo. Ele se apaixona à primeira vista por Sofía (Lucy Cominetti), garota culta que tenta seguir a carreira de cantora. Logo eles estão namorando e curtindo uma rotina típica de casal. Um dia, Javier termina com a namorada num impulso. Arrependido, ele tenta reatar, mas já era tarde, pois Sofía havia conhecido Jean Paul (Matías López), músico 9 anos mais jovem que Javier, com quem ela forma uma banda. Desiludido, Javier vai dividir sua tristeza com sua melhor amiga, Ángela (Andrea Velasco), que por sua vez também está em uma relação conturbada com Tigre (José Martínez).

O pé na bunda e o barman amigo
No segundo filme os personagens são os mesmos, as situações é que mudaram um pouco. Javier está namorando novamente e enfrenta a pressão do casamento, pois vários conhecidos estão dando esse passo. Uma gravidez não planejada é o que faltava para dar o empurrão final nessa direção, mas o surgimento de uma nova garota na área coloca tudo em risco. A garota em questão é Lucía (Lorenza Izzo), a sensual filha do chefe que está estagiando com Javier. Para piorar, Javier tem que lidar com o ciúme que sente da mãe, que se casou novamente e que agora, inspirada pela Angelina Jolie, planeja adotar uma criança.

A separação
Os filmes valem a indicação porque mostram com muito bom-humor esses encontros e desencontros, tendo como paisagem a belíssima Santiago. Além disso, há referências bem atuais nos filmes, como “Lost” e o caso do resgate dos mineiros chilenos. Sem contar os personagens divertidíssimos e sem noção, como a mãe de Javier (Claudia Celedón), que não tem papas na língua e coloca o filho em muitas situações constrangedoras, o barman Walter (Nicolás Martínez), que tem umas definições muito peculiares do que é ser gay, a ex-namorada Mariana (Paz Bascuñán), que é a empolgação em pessoa, e a modelo Úrsula (Ignacia Allamand), com seus comentários embaraçosos. A trilha sonora, bem pop e dançante, também merece destaque e pode ser ouvida por streaming ou baixada de graça do site de "Que Pena Tu Boda".

Amigos para todas as horas
Infelizmente os filmes não foram lançados oficialmente no Brasil, mas nada que uma busca rápida na internet não resolva. Depois, é só sentar e curtir!

Beijo e até a próxima!
Michelle